O Mochileiro

O Pequenos Mochileiros nasceu de uma vontade de mesclar a maternidade com a minha vida antes de ser mãe.Desde muito cedo, sai para o mundo. Morei em 4 países (Estados Unidos, Brasil, Espanha e China), fiz cursos de línguas e mestrado – um pouco de cada coisa em cada país. Aprendi que, por menor instrução que uma pessoa tenha, somente por ser estrangeira, ela tem muito o que nos ensinar, pois a sua cultura, seus ensinamentos e visões serão sempre muito diferentes das nossas.

Foi aí que parti para outra fase da minha vida: a de mochileira. Rodei o mundo passando por toda a Ásia, Europa, Africa, Américas do Norte e Sul, Oriente Médio, faltando somente a Oceania, que um dia ainda conhecerei. Muitas dessas viagens, eu fiz sozinha, mas sempre fazendo amigos e enchendo minha caixinha de experiências e conhecimentos.

Dessa forma, descobri o quanto o mundo é maravilhoso, pleno, cheio de detalhes para nos preencher e nos mostrar o verdadeiro valor do saber.Descobri que seria mãe!!! Estava morando na China e pensei: onde cabe uma criança nessa vida louca? A maternidade nos transforma. Então, voltei para o Brasil e tenho duas meninas que são a razão do meu viver, Anna e Clara. Essa transformação não precisa ser por meio da perda da essência. Foi então que eu resolvi dividir um pouco de tudo que vivi com essas crianças, que hoje crescem em um mundo globalizado e diverso. Entendo que a única coisa que podemos dar aos nossos filhos, que ninguém nunca vai tirar, é a educação.

Embarcando nessa aventura com os personagens Anna Clara e Lucas, você vai poder aprender um pouco sobre cada um desses países, suas cores, cultura e belezas, preenchendo, juntamente com eles, a sua caixinha de conhecimento e se tornando um PEQUENO MOCHILEIRO…

_____________________________________________________________________

MARIANA LARA DINIZ – Mestre em antropologia asiática pela Universidade de Barcelona, cursou parte da universidade na China e ensino médio nos Estados Unidos. Acredita na conscientização das diferenças como forma de amenizar problemas de intolerância e desrespeito, além de formar pessoas mais maleáveis em um mundo de constantes mudanças.